segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Das conquistas de cada ser...


Sonhos determinam o que você quer..ação determina o que você conquista.

Certa vez sentada em um parque lendo meus artigos em busca de inspiração, me peguei ouvindo dois senhores que ao lado conversavam sobre a conquista humana…  E sem querer, naquela mesma tarde fiquei pensando sobre como somos influenciados por cada parte de nossos sonhos e quando dei por mim entrei em uma discussão interna sobre a verdade e uma possível confirmação de valores e constante procura pelo real…Seria a conquista nossa maior realização pessoal? 

Esse sentimento de dúvida sobre a fé humana; estamos sempre buscando ou nos apoiando em algo que nos sustente ou que pelo menos nos sirva de apoio moral / emocional por algum tempo, ou tempo suficiente por uma vida.
Quem pode estimar o quanto é o muito para cada um?
Acreditar e nos espelhar; mas são as portas internas onde residem a real e infinita morada do conhecimento humano.Um homem pode ser e ter tudo o que ele quiser, desde que para isso arque com o peso de suas escolhas e valores.

Somos o que somos devido a sentimentos que construimos ao longo da nossa vida. 
Está ai uma promessa de boas conquistas internas.

Cultivamos aquilo que plantamos e com nossas sementes, provemos o mundo ao nosso redor.
Preservamos sentimentos de culpa como uma forma de apaziguar a dor que causamos como um exemplo para nós e isso não só prejudica nossa alma, como nos faz imperfeitos para este mundo. 

Crescemos para uma vida a qual não somos preparados e por isso somos tão questionadores com ela e com os sentimentos a que somos expostos. Nunca teremos respostas e isso é um fato.
Precisamos alimentar nosso espírito com atitudes…diárias.
Possuímos o incrível dom de nos sobressairmos e com nossas conquistas descobrimos o mundo.
Uma vez que nos exposmos ao desconhecido, nossas portas se abrem e se tornam uma fonte inesgotável de surpresas enriquecedoras.

Parte de toda conquista é seguida por uma série de inspirações e por elas somos capturados; então somamos não somente expectativas em cada etapa do processo, como também adicionamos milhares de sentimentos ímpares e singulares.

E tão unicamente Drummond disse: "A conquista é algo que faz tanta poeira, que por medo da bagunça, preferimos normalmente, optar pela arrumação."

As conquistas são fáceis de fazer, porque as fazemos com toda nossa vontade; são difíceis de conservar, porque as defendemos só com uma parte das nossas forças.
Com isso precisamos encontrar o equilíbrio através das tentativas que fazemos e compreender que para toda ação existe mesmo uma reaçãoque pulsa sempre a nosso favor, basta que para isso você se abra para as oportunidades ao redor.

Muitas vezes então, as conquistas se tornam subjetivas dentro de cada um; pois ao descobrirmos o real valor de cada desejo interno concluímos que a conquista é parte de um processo e não o seu fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu registro...