sábado, 13 de julho de 2013

O despertar




Tudo é questão de despertar sua alma.
Gabriel Garcia Marquez

A cada dia que passa me convenço mais de que somos parte de um universo infinito onde possuímos um lugar ímpar na vida de cada um que conhecemos; uma parte integrante e completamente pessoal que nos desperta para a vida.
Hoje sei que escrever é a forma que encontrei de me manter acordada para este universo, é algo semelhante ao despertar quando se mantém os olhos fechados para não afugentar o pássaro encantado dos sonhos.

Vivemos através de realizações e afirmações muito mais que pessoais.

Eu não busco a felicidade, apenas me mantenho no caminho para que ela me encontre; cultivo sentimentos fulgases e com isso deixo florescer novas e inspiradas ideias.
Precisamos seguir um rumo e nos permitir crescer, mas acima de tudo, nos reinventar para não cairmos; levantar nem sempre é fácil quando há desejos de seguir esta órbita natural dos fatos.
Observando os seres de um modo geral, percebo que somente aqueles que sentem o despertar da consciência, manifestado pelas inquietudes internas, visando a própria superação, são capazes de interessar-se pelo que está além da vida corrente.

Somos parte de uma obra tão bem constituída que por isso acredito que o obstáculo que vemos no nosso caminho, somos nós mesmos.
É importante perceber que o despertar depende de você...
E quando isso se torna real, certamente as prioridades mudam e passam a ser frequentes.
Sustentamos nosso próprio limite como uma espécie de aprendizado; deixamos de nos vigiar o tempo todo, afinal; caminhamos com calma, sorrimos com uma frequência verdadeira, ajudamos sem cobrar. 

Então por que será que somos sempre alcançados por devaneios sobre nós mesmos?
Devemos pagar o preço por essa sutil resposta...todos os dias...todos os segundos de nosso tempo. 
Esperamos demais de pessoas que nem sequer fazem parte da nossa história.
Concordemos com Shakespeare: Lembrar é fácil para quem tem memória, esquecer é difícil para quem tem coração.
Faz parte desta singular rotina que nos deixamos cair e que prazerosamente se torna confortável.

Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor.
Permissão...precisamos admitir este encantador e sutil passo interior.

Cada alma e seu devido corpo; cada despertar em seu devido tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu registro...