quarta-feira, 11 de abril de 2012

A hora




Vivemos sabotando nosso precioso tempo...

Deixamos de viver por conta da hora que insiste em caminhar devagar, talvez menos do que gostaríamos. Não sabemos colocar a hora no lugar em que ela deve permanecer; sufocamos nossas expectativas, ansiamos em apenas querer ir além e esquecemos que o tempo tem um sentido de existir...ser sempre o senhor da razão.

A hora passa no instante em que deixamos de pensar nela...

Meu pai sempre dizia que o tempo é uma eterna contra mão e ele de fato estava certo sobre esse peso, que o carregamos mas desejamos apenas flutuar sobre.
Essa vontade sublime em desconsiderar segundos, abraçar a calmaria e sentar sobre o frescor do dia.


Brincamos com essa impetuosidade chamada previsão.
Calculamos nosso time, corremos, passamos por cima...sufocamos nossos limites, mas no fundo sempre arrumamos uma desculpa, nem que for para o próprio julgamento.


Temos de ganhar, ou pelo menos acelerar.
Esquecemos a importância que é viver o momento, ter como aliado as horas e preciosos minutos do dia. Coloquemos os conhecimentos em uma balança, vejamos o quanto aprendemos e o quanto fechamos os olhos; para qual lado tal balança penderá?


A calmaria é uma porta aberta para o conhecimento interno; compreendamos o porque da hora passar tão lentamente; essa longa e proveitosa oportunidade de crescimento.
Falam demais em aproveitar a vida por ela ser curta demais...então se torna ambígua essa teoria de acelerarmos tudo a nossa volta, concorda?


Queremos demais ou tudo ao mesmo tempo.


" É importante perceber que o despertar da vida depende de você. libere seu coração e deixe que ele construa seu destino. A felicidade é uma experiência ligada a sabedoria.
Sua vida muda quando você muda.
Deixe as pessoas do passado no passado, a melhor cura do baixo-astral é abrir os olhos para o mundo. Enquanto você acreditar, o medo não vai se instalar.
Para viver intensamente é necessário conviver com os riscos. Por isso acredite sempre, por pior que seja a situação. Não deixe a dúvida tomar conta de você. 


Nosso maior adversário esta dentro de nós.
É preciso entrar para valer nos projetos da vida, até que o rio se transforme em mar.
Alguém já disse que visão é a arte de ver o invisível. Nós é que transformamos a semente em árvore para poder colher os frutos.


A primeira ponte é o sentido da vida, a segunda ponte é a do silêncio, a terceira ponte é a da simplicidade, a quarta é a do sentimento.
Você é a pessoa que escolhe ser.
Um dos segredos é saber criar condições para que a vida dependa de nós. 


Viver é a arte de realizar sonhos."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu registro...