sábado, 8 de janeiro de 2011

Esperar...esperança

Esperança e verdade caminham juntas.

Hoje admirarei pensamentos e ilusionarei desejos, arrisco dizer preces.
A esperança não é um sonho, mas uma vertente significativa e inclinada para mudanças, de concretização somatizada. Ela existe e é real, independe de crenças e religiões.
Somos a verdade em forma de gente.

Talvez esperança e felicidade caminhem juntas devido a diversos fatores que as unem, um renovador e inspirador acaso formado por sonhos e vontades.
O importante é renovarmos nossos valores e compreendermos que somos uma espécie realizadora, inspiradora e imediatista. Não somos nem de longe um décimo do que nosso ser nos impulsiona.

O que nos falta é justamente isso: Querer.
Toda essa delicada sutileza chamada energia, que muitas vezes confundimos com limites, seja porcausa do abismo que criamos, ou de intencionais acasos que a vida nos apresenta, é sem dúvida o maior causador de discórdias a que nos inclinamos: a esperança é um véu que se instala em nossos olhos no momento em que mais nos desapegamos da vida, ou de todo sentido que ela representa e de verdade se apresenta.

Existe um limiar muito curto entre a percepção e a realidade; nada importa mais do que querer estar presente, sentir a vida, saborear a felicidade, realizar.
Talvez não consigamos de fato compreender toda a extensão ao qual a esperança se apresenta; os sinais podem mesmo ser curtos ou intencionalmente confusos. Nem sempre sabemos distinguir as verdades ou infelizmente as penas a que somos tão erroneamente expostos.
Será a esperança uma chance, ou de fato um sinal?

Uma chama, uma energia, talvez até mesmo um pedaço de calor que tanto nos aquece.

"Até onde conseguimos discernir, o único propósito da existência humana é acender uma luz na escuridão da mera existência."
Carl Jung

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu registro...