sábado, 1 de janeiro de 2011

Attraversiamo

 
Pertenço a todos os lugares, mas é aqui onde quero estar.
Um novo tempo, um novo ano, novas experiências.
Estamos em todos os lugares, pertencemos a um espaço/tempo muito curto, de forma que: ou nos encaixamos no sistema ou saímos para explorar uma nova perspectiva pessoal....e cá estou, disposta a compreender um pouco mais sobre todo este universo particular.
Acontecimentos...assim pouso um pouco a alma, aquieto o espírito, descanso a mente. Sou mesmo um ser extremamente ambivalente.
Essa urgência que tanto me faz querer saber mais sobre tudo, hoje de certa forma, tornou-me menos apreensiva; compreendo que o tempo ensina, mas também cobra, fazendo com que eu não apenas saia do estado de conforto, mas deixando-me aberta a novas paisagens: inspiradoramente bem vinda.
Essa indecisão sobre onde devo estar, se devo ir ou verdadeiramente ficar, fez com que abrisse um canal de possibilidades muito grande, um insight; ouso mesmo dizer: encontro.
Não me defino, ainda não...sou talvez uma entre tantos olhares que pairam no ar; arrebatam frentes, incloncluem verdades: uma entre mil?, Impetuosidade nunca foi uma opção, latente... ela sempre esteve ao meu lado, em constante estado de alerta, impaciente...me conduzindo, ou pelo menos colocando-me em diferentes direções.
Como um delicado convite, sugiro que você deixe suas pegadas no mundo, assim como eu: em uma busca permanente.
A vida não para, ela segue um longo curso, lento e contínuo...então por que devemos estacionar nossas vontades, encostar desejos, ou ainda abrir mão de nos perdermos?, se a graça é exatamente essa:
Continuar atravessando...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu registro...