segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Liberdade


Vivemos em uma prisão sem muros.
Essa tal expressiva frase que quase sempre nos cria um impacto sobre a realidade que nos colocamos.
Qual parte disso é pura verdade?, um pouco que diariamente tentamos captar ou resgatar.

O incrível na liberdade que tanto prezamos é ela estar conectada ao espírito de empreender.
Todo ser humano que se prese pensou ou certamente pensará em realizar seu pedaço de desejo.
Afinal, realização é mesmo um estado pleno, onde depositamos nossos maiores medos,o que para muitos se torna mesmo uma prisão sem muros. Nem todos conseguem captar a hora de sair do lugar e tentar, uma simples e particular atitude.

O sabor da escolha é um doce presente, ou um amargo sabor, cada um com sua imagem.
Talvez seja o maior mistério de todos, saber onde e como alcançar o sentido de tudo para o qual nos inclinamos tanto.Típicas situações ouso mencionar.
Tão perto e ao mesmo tempo tão distante, assim nos sentimos diante do desconhecido.

Atirar-se impulsivamente, por que não afinal?

Certas respostas só aparecem quando a vida descansa e sai do estado permanente de cuidado.
Julga-se demais, cautelosa e racionalmente.
O bom da liberdade está justamente em desviar-se do caminho traçado pela nossa rotina de segurança. Deixando claro que nem toda liberdade implica em sermos irresponsáveis, é um pouco além permito-me exclamar.

Talvez como agarrar um pedaço do sol, ou um lugar ao sol...
O que não nos falta é ímpeto.

Acreditar é o principal obstáculo. Somos maiores do que imaginamos e isso é fato inquestionável.
Estamos na maioria do tempo adormecidos, em um leve sono que não facilita.
Mas quem disse que a vida tem de ser simples para ser perfeita?
Apenas um padrão, tão somente isso.

Um comentário:

Deixe seu registro...