segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Por onde andamos?

Onde você esta hoje?

A razão que nos impulsiona, nos mobiliza, faz com que nos tornemos restritos; a própria dualidade que nos deixa questionar sobre o que é ser por completo humano.
Não é de hoje que nos culpamos sem termos uma base firme de propósitos (ilusórios ou não).

Precisamos observar melhor os exemplos de determinação, ou determinismo, compreenda como puder, para sabermos como e onde julgar nossas atitudes corretamente, se julgar for de verdade o que move a sua existência. Buscamos aprovação?, no mínimo uma resposta que nos satisfaça.


O que é hoje para algumas pessoas, certamente não cabe no espaço alheio.
Precisamos parar de argumentar e passar a existir com leveza em um paralelo menos existencial. A cabeça é um universo completamente ambíguo, de forma que existem inúmeras portas a serem abertas, desde que você se permita ser menos conclusivo.

Como posso dizer? um pouco menos pesado talvez seja o mínimo dentro deste máximo contexto que procuramos desvendar todos os dias. Precisamos observar as pessoas, entrar em seus cotidianos, tentar de verdade ajudar no que for possível, ser menos egoístas com nossas idéias antes que a vida se dispeça e você não consiga terminar o que começou lá atrás.

Às vezes sei que é preciso viver calado para assustar os fantasmas desses mundos que criamos;
Esquecer os papéis amarrotados, as paixões pré-fabricadas, os passados mal vividos o que
não frutificou;

Também sei que é preciso andar armado e assumir fantasias;Criar mundos pra vivermos...
Relembrar os poemas inspirados; os amores verdadeiros presentes certeiros, sementes, galhos e frutos.

Mas é preciso sempre caminhar - de frente e olhando para o alto, pois acredite: pesa menos saber que olhando para cima a vida nos ensina a seguir adiante...apesar de todas as circunstâncias a que somos expostos e obrigados a enfrentar em nome do chamado destino nos empurrarem para o chão.

2 comentários:

  1. eu escolho a estrada menos usada. :)

    ResponderExcluir
  2. Daniela, gostei muito de um artigo seu "A arte de vender conviver na empresa". Já estou seguindo seu blog mas não consegui segui-la pelo Twitter.
    Abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir

Deixe seu registro...