segunda-feira, 12 de julho de 2010

Eu idealizo, tu idealizas..e eles?


Eu me pergunto todos os dias: Idealizamos processos ou apenas sonhamos alto demais?

A idealização é a fase criativa, de geração de insights e é isso que realmente faz diferença na hora de criarmos e derrubarmos preconceitos.

E
para ser sincera, visualiar é a chave da questão em uma mente diversificada.
As vezes é por ser pesado, outras nem tanto, mas no final tudo flui com uma clareza imensa, basta uma dose de raciocínio e empenho.

Contextos e mais contextos insólitos é o que observo por aí, nada muito definitivo, um pouco vago permito-me expor.
Entre o caos e a esperança, boas idealizações permeiam o eco que produzimos dentro de nós , pois entre um silêncio e outro, gritos e gritos de insatisfação.

Quando o contexto é imprevisível e as informações, escassas, a tomada de decisão torna-se muito mais difícil. Neste ponto permito-me ser apenas parte do que todo um processo, deixando para os entusiatas e intimistas uma dose extra de otimismo.
Ao idealizarmos algo, colocamos foco em projetos e sonhos, este último completamante dependente da vontade e persistência - outra característica deste pensador.

E como reconhecemos um idealizador?
Ele irr
adia simpatia e compreensão ao mesmo tempo em que apóiam e auxiliam os outros. Tais características causam uma forte onda de harmonia que é capaz de modificar posturas e pensamentos contrários.
Motivacional, facilitador e empreendedor, afinal: 1 é pouco, dois é bom e 3..bem, 3 nunca é demais.

Precisamos compreender que acima de tudo um idealizador é um capacitador de idéias expontâneas e singulares e que por tal criar é um verbo direto do participativo.

Que maravilha se pudéssemos conduzir a vida sem pensarmos nas consequências de nossos atos expontâneos. Vivemos preocupados em nos nos atentar o tempo todo, afinal, o julgamento ainda é uma barreira intransponível e ferramenta aliada daqueles que se apegam e cercam suas vidas através de circunstâncias e não de motivos.

Continuemos a debater, o que importa é continuar pensando sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu registro...