segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Divinos personagens


Crédito: Grupo Divinadança - São Paulo
Em particular: Amo esta foto.

Faz algum tempo que tento descrever a arte contemporânea, através dos olhos de uma observadora "primária".
Pois esta oportunidade chegou, logo após uma noite de doces misturas no palco.
A arte e seu direcionamento...
A arte e sua essência...

O que impulsiona o ser humano?
Será uma capacidade de ser/estar além da compreensão divina?
Existe mesmo uma doce mistura de dança e sentidos que fazem uma complexidade única, uma certa duplicidade categórica dos cinco elementos do corpo.
Das particularidades que fazem parte do cotidiano humano, na minha visão, a dança contemporânea resgata os sentidos humanos da forma mais profunda; e apesar deu ser bem leiga no assunto, começo a desvendar os sinais que vem do palco, apenas me dizendo para estar presente de verdade:

A paixão que move o bailarino, suas aspirações, a eterna paixão pelos movimentos incorretos-corretos, pelo rústico soar dos bastidores, pela sincronia dos passos e saltos e principalmente pela emoção de eternizar cada coreografia.
Ainda existe muito chão pela frente, muitos programas a serem lidos e inúmeras coreografias a serem compreendidas, isso não é ótimo?

Fica registrado meu pedido:
Valorizemos a arte pela arte - divinos personagens.

Um comentário:

  1. Que lindo esse seu post Dani.
    E que bom que podemos levar um pouco da nossa arte até você, platéia.
    Seu olhar nos alimenta e dimensiona nossa luta. Adorei!!!!

    ResponderExcluir

Deixe seu registro...