quarta-feira, 12 de agosto de 2009

JUNTE-SE A MIM

Já diz o velho ditado: Para bom entendedor meia palavra basta.
Pensando nisso proponho uma discussão sobre como ser original.
Teoricamente ser original requer uma certa dose de empenho. 
Aliás empenho e originalidade são dois pólos bem distintos, onde é necessário saber encontrar um ponto de equilíbrio para se obter uma dualidade perceptível.

Cada ser humano nasce com certa dose de palavras e frases originais, o que deixa claro o individualismo criativo,mas afinal: onde mora nossa capacidade intelectual?
O que nos diferencia na hora de avaliarmos nossas palavras ?

Quando decidimos criar e ir além, expomos não somente nossas idéias e ideais, mas nossa essência que nos diferencia de outros, somos únicos em uma grande maioria.
Por isso, a mesma mão que avalia, também pesa quando nos tornamos conhecidos e exemplificados.

Originalidade:
É preciso uma boa observação dos fatos, uma caracterização moral, possuir boas críticas construtivas, maximizar e qualificar.
Se vivermos sempre em uma bola de cristal acreditando em tudo que lemos ou ouvimos, seremos para sempre engessados em uma parcial ínfima que faz parte de nosso cotidiano acelerado.
TODO SER É CAPAZ DE FORMAR PALAVRAS CONSTRUTIVAS E ALTIVAS.

Ser orginal requer um passo de cada vez, um peso e duas medidas.
Calma, foco e objetivo são constantes necessárias na vida de um ser criativo.

Nem sempre duvide das pausas, pois de vez em quando a vida precisa de um silêncio para encontrar outras fontes de inspiração. Saiba onde, quando e como passar adiante.
Pense sempre, torne-se, seja você o eixo de seu próprio conhecimento.
Deixe-se levar por alguns rompantes de momentos, cautela e bom humor não faz mal a ninguém.
SEJA, FAÇA e ACREDITE! palavras de ordem no momento.

2 comentários:

  1. Jesus, eu sou uma anta! Este blog é definitivamente o mais original e criativo que conheço! beijoooooooo!

    ResponderExcluir
  2. Somos originais quando somos espontâneos. A espontaniedade e a criatividade andam juntos de mãos dadas. Porém na maioria do tempo somos reativos. Reagimos mecanicamente de forma já pré-programada. Aí...o solo é infertíl.
    A Fertilidade é a possibilidade de criar e de se renovar.
    Ser Criativo deve ser uma das formas de compreender a vida, que constantemente se recria.
    Dani, gosto da iniciativa de arrancar as ervas daninhas que crescem com o descaso, arar a terra fértil da psique, adubar as idéias e fazer florescer a criatividade.
    Beijão!

    ResponderExcluir

Deixe seu registro...