terça-feira, 7 de julho de 2009

SIM



É real quando dizem: você é aquilo que planeja ser.
Se neste momento você parou para pensar, então a teoria de que quando queremos de verdade fazer algo, funciona.
Existe um paralelo que enfrentamos todos os dias, aqueles dos quais devemos encarar quando estamos diante de estranhos e somos arrebatados por questionamentos infundados: por que as pessoas tem o hábito de se enxergar nos sonhos e vidas alheias?
Será mesmo que a horta do vizinho é mesmo mais verde?, ou não acreditamos que somos maiores do que pensamos?

Sim é a resposta a sua pergunta, o mundo é movido por grandes respostas e você acaba de se incluir neste processo chamado contribuição.
Empregar energia, mover-se, sair do estado de conforto, isso conta. Se mais tarde você resolver voltar e rever alguns passos, ok, faça. Na maioria dos casos auto resolução funciona que é uma maravilha, questionar-se, faz parte!.

O SIM é um sistema positivo, pró construtivo, afirmativamente ambivalente.
Isso é muito interessante quando questionamos sobre nosso futuro, nossas amizades, nossas escolhas...é mesmo o milagre da vida. Contribuição.
Na maioria dos casos nós nos colocamos em constante discussão, o que fazer, para onde ir, quando ir e por que ir?, essa supervalorização nos faz crescer ou limitar dentro de um padrão?
Quando você decide de verdade dizer SIM para algo ou alguém tem de estar disposto a aceitar suas consequências, suas aflições e suas recompensas, afinal, não podemos nos esquivar: que para uma ação existe uma reação.

Escolhas fazem parte do que você é de verdade, sua essência.

Existem milhões de mensagens a serem encontradas no mundo, muitas respostas a serem respondidas, inúmeras formas de encontrar pessoas dispostas a falarem um SIM a você.
Você pode optar em seguir adiante apenas seguindo um padrão ou ir além e criar uma postura diferente, um pensamento que o faça sair do anonimato próprio.
Afinal, quantas mensagens não são espalhadas pelo mundo querendo passar algumas palavras de realidade própria. Cada um em seu próprio mundo, mas sempre preocupados com a leitura alheia. Eterna procura pelo ideal.
Postura, atitude. 

3 comentários:

Deixe seu registro...