quinta-feira, 30 de abril de 2009

A CHAMA

Hoje é mais um daqueles dias em que eu presto atenção aos meus sinais.
Paro, observo, analiso e concluo: somos frutos de nossa própria força vital.
Acredito que sou uma pessoa totalmente movida pelo sentimento, minha maior chama de respostas ocultas. 
A razão move meu lado analítico, minha parcela de conclusões ou como costumo dizer: uma parcela menor de "afazeres".

Existe um ditado que diz que você é o que você quer faz.
Você faz tudo que lhe é vital?
Tudo aquilo pelo qual acredita?

A chama que motiva o ser humano independe de sua vontade, ela vive dentro, mesmo que muitas vezes adormecida, é um processo mental positivo que estimula a iniciativa e determina os esforços da vida.
Mas acima de tudo a chama é responsável pela intensidade, direção e persistência desses esforços.

É como colocar na balança a razão e a sensibilidade. Mas a vida é assim, é preciso um pouco de dose, equilíbrio e jogo de cintura quando se trata de colocar a vida nos trilhos e traçar um rumo. 
Se a sua vida anda meio parada, ou mesmo agitada ao ponto de não existir uma expiração profunda: LEIA SUA MENTE, RESPEITE SUA VITALIDADE, FAÇA!

Nem sempre existIrá uma resposta automática pronta para cada dúvida que aparecer, nem sempre a chama que existe dentro de você será responsável por todos os acertos, mas sem dúvida, você viverá muito mais leve, pois terá a certeza que o melhor estará sempre por vir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu registro...