domingo, 15 de março de 2009

JUST DO IT

Onde não estaria correto?
A história da Nike não aconteceu apenas através de seus anos de sucesso, mas com certeza vivenciada por milhões de pessoas que fizeram e ainda fazem da Nike excelência em produtos e parte desta trajetória que faz a diferença nos pés de milhões e milhões.
Atletas, adeptos, modistas, hoje existe Nike para todos os momentos.

Presente em mais de 200 paises, se faz necessária a ideía de bem estar, estar sempre bem. Talvez essa seja a sútil diferença entre ser uma marca de sucesso e apenas um conceito no mercado.
Se você prestar bem atenção, enxergará que a maioria das pessoas são movidas por um impulso que as leva na direção de seu exclusivo desejo.
Antigamente as pessoas não se imaginavam fiéis a uma determinada marca, tão pouco preocupadas em criar apenas um estilo, era pura e simplesmente algo casual que as movia.
Nike era e é muito mais que uma marca, tornou-se um desejo.
O GÊNIO POR TRÁS DA MARCA
" O cidadão Philip Hampson Knight nasceu no dia 24 de fevereiro de 1938 em Oregon. Era apenas um corredor esforçado, que pertenceu à equipa de atletismo da Universidade de Oregon e que teve como treinador Bill Bowerman. No final do seu MBA, em Stanford, apresentou um relatório de pesquisa baseado na teoria de que os japoneses poderiam fazer no calçado desportivo o mesmo que faziam com as câmaras de vídeo: transformá-lo num produto barato e de qualidade. Era o embrião do que seria a NIKE. Ele tinha um sonho. Ele venderia tênis. Ele venderia sonhos. Ele ficaria rico.
O resto da história é uma saga envolta em um ideal de vitória. Em 25 de maio de 2004 sofreu seu mais duro golpe quando seu filho, Matthew Hatfield Knight, morreu enquanto praticava mergulho no lago Ilopango, 14 km a oeste de San Salvador. O fundador da NIKE, trigésimo homem mais rico dos Estados Unidos, com fortuna avaliada em US$ 9.8 bilhões, tem como principais hobbys a história asiática, o golfe, o cooper e o tênis. Sua paixão pela empresa é tamanha que tem o logotipo da NIKE tatuado em seu tornozelo."
(CRÉDITO: HISTÓRIA DA NIKE)
Não bastou apenas mudar a história, Philip fez nascer tendência, inteligência no mercado, mas acima de tudo estilo, uma palavra que se moldou junto as diferentes criações idealizadas pela marca em todo o mundo.
Por ano a NIKE desembolsa US$ 1.6 bilhões, que corresponde a 10% de seu faturamento anual, em publicidade e contratação de atletas renomados,vencedores e formadores de opinião como garotos-propaganda.
Campanhas milionárias empregadas aos mais importantes eventos esportivos mundiais x tecnologia de ponta firmam a Nike como um passo sempre a frente.
Seu marketing supera diariamente milhões de dólares em vendas aos consumidores de toda parte, fazendo gerar a cada dia uma influência positiva de seus produtos.
Afinal, sempre tão bem elaboradas e acertivas, suas propagandas são a resposta de seu investimento bem direcionado.
Em toda parte, em qualquer momento ou para qualquer lugar, um tênis faz com que andemos despreocupados e sem limite, apenas caminhar, correr, pular. Você não pensa quando, mas certamente em como. Essa é a sutíl resposta que traz satisfação em seu momento de compra, seja ele pensado ou impulsivo. Sua expectativa é a resposta de seus anseios e seu anseio é o estudo para a marca.
Onde mais não estaria correto?, esta é a chave da questão.
Uma chave, acredito eu, que faz o mundo andar.
Não basta apenas olharmos o poder da marca, mas o que ela gera quando decidimos compra-la. Você não compra apenas o conceito, compra a idéia.
E se a concorrência se sufoca com a total falta de espaço, o que poderia dizer?
Apenas faça.

Um comentário:

  1. Ter poder é melhor do que ter autoridade. A deusa grega da vitória realmente é bem legal.

    ResponderExcluir

Deixe seu registro...